Prefeito de Prata tem mandado cassado por desvio de dinheiro da previdência


Por unanimidade, o prefeito de Prata teve seu mandado cassado. O prefeito “Fernandão” foi acusado de 10 crimes de improbidade, entre eles, não repassar o valor retido da previdência do município. Aliás, previdência do município acabou virando a ‘grande festa’ para prefeitos corruptos.

O prefeito em questão, Fernandão, teve seu mandado cassado pela Câmara Municipal em sessão extraordinária, que contou com 7 dos nove vereadores da cidade que pertence ao estado de Minas Gerais. A situação do prefeito ficou insustentável, diante das 10 denúncias que pairavam contra ele e contra seu mandato.

Prefeito “Fernandão” perde o cargo por improbidade 

A sessão extraordinária começou sem a presença do prefeito e de seu advogado. Por conta disto, a Câmara Legislativa, designou um advogado para que não houvesse a revelia do prefeito. A sessão que demorou 12 horas e começou com a leitura das denúncias terminou com votação unânime pela cassação do prefeito “Fernandão”.

A principal acusação paira sobre a falta de repasse de mais de R$ 3 milhões aos fundos do instituto de previdência do município. Cabe ressaltar que sem dinheiro, os aposentados e pensionistas do município não terão sua aposentadoria depositada, já que o recurso depende do repasse.

O prefeito recorreu da decisão, mas o vice-prefeito já assumiu a prefeitura e promete analisar as contas públicas e efetuar o repasse ao Instituto de previdência do município.

 

João Costa

João Costa é o nosso Editor Chefe. Formado em publicidade e direito pela USP, o João teve passagens pelos principais meios de notícias nas mídias sociais brasileiras. Com amor e dedicação ao jornalismo, atualmente João comanda a redação do "Notíciagora".