Urgente: terroristas ameaçam matar Bolsonaro e preocupam: ‘queremos sua cabeça’


Hoje, muitos sites divulgaram uma suposta ameaça terrorista contra Bolsonaro. A ameaça é feita pelo grupo Maldição Ancestral, conhecido por outros tipos de ataques.

Dentro do grupo, há várias promessas e uma espécie de livro virtual que explica como o grupo funciona. A Polícia Federal investiga a iniciativa e ainda chama a ameaça de “suposta”, por querer mais dados empíricos sobre o assunto.

O mesmo grupo, no último dia 25, teria colocado uma bomba em uma igreja do Distrito Federal, localizada em Brazlãndia. A polícia foi chamada para desarmar o explosivo e ninguém saiu ferido da iniciativa.

Grupo terrorista anuncia quando vão tentar matar Jair Bolsonaro

O ato vai acontecer no dia 1º de janeiro e ao que tudo indica a atuação do órgão na posse de Jair Bolsonaro vai transcorrer conforme programado, ou seja, não haverá nenhuma alteração, apesar da suposta ameaça. A autoria do suposto atentado seria de um grupo que se define como terrorista.

Como garante o site “1 news”, o grupo terrorista ainda reivindicou a autoria de um outro atentado. Eles teriam colocado uma bomba em uma igreja em Brazlândia, localizada na região administrativa do Distrito Federal. O fato aconteceu na madrugada do dia 25 de dezembro. O explosivo foi encontrado e os agentes da polícia desarmaram o explosivo.

Inclusive, o grupo tem um site e se denomina antipolítico e terrorista e nele consta um texto que foi considerado pelos policiais como uma ameaça ao presidente eleito. “Se a facada não foi suficiente para matar Bolsonaro, talvez ele venha a ter mais surpresas em algum outro momento, já que não somos os únicos a querer a sua cabeça“, diz um trecho do site, relembrando o atentado sofrido por ele durante a campanha presidencial.

João Costa

João Costa é o nosso Editor Chefe. Formado em publicidade e direito pela USP, o João teve passagens pelos principais meios de notícias nas mídias sociais brasileiras. Com amor e dedicação ao jornalismo, atualmente João comanda a redação do "Notíciagora".