in

Auxílio Emergencial: Fraudes são identificadas pelo governo; Mais de R$ 78 milhões retornam aos cofres públicos

Mais de 78 milhões de reais voltaram ao cofre público, depois de algumas fraudes descobertas. Até a última atualização, mais de 82 mil pessoas receberam o auxílio emergencial de forma fraudulenta, isto é, indevidamente.

PUBLICIDADE

O ministro da CGU (Controladoria Geral da União), Wagner Rosário, informou o balanço em uma audiência pública, em método virtual durante a comissão mista do Congresso Nacional, que regularmente está conduzindo o uso dos recursos públicos para combater a pandemia do novo coronavírus.

Conforme dito pelo ministro, já foram recuperados R$ 78 milhões, equivalentes a 82 mil beneficiários. Wagner ainda diz que há pessoas que estão devolvendo por conta própria o valor recebido.

PUBLICIDADE

Segundo o ministro, quase 300 mil servidores públicos estão entre os beneficiários que realmente precisam do auxílio emergencial, até mesmo militares que estão inscritos no Cad-Único (Cadastro Único).

Como já dito, o benefício no valor de R$ 600 foi criado para chegar nas mãos de trabalhadores informais, autônomos, microempreendedores e desempregados. Mas ao todo cerca de R$ 222.900.000 em dinheiro foram repassados para pessoas que não têm direito ao benefício.O ministro ainda reconheceu que já era esperado ter fraudes em processo de compra direta, entre municípios e estados no repasse do valor do auxílio. Conforme dito por Wagner Rosário, no Brasil, fraudes sempre aconteceram, mesmo fora de situação de emergência.

PUBLICIDADE

O histórico brasileiro diante emergências como essa é “muito ruim”, conforme dito pelo político. Frequentemente há desabamentos, tragédias são comuns de acontecer em Teresópolis e Petrópolis e a fiscalização costuma ser falha, essa é a experiencia do Brasil, conforme dito pelo ministro.

Em uma situação de calamidade, sempre é demonstrado a continuidade de fraudes, e até mesmo incremento. Então, de acordo com Wagner Rosário, infelizmente, isso já era previsto para esta pandemia.

Por acaso você recebeu o auxílio Emergencial e gostaria de devolvê-lo aos cofres públicos do nosso país? Saiba que é possível! Para realizar esta ação, acesse o Portal do Ministério da Cidadania. Informe seus dados pessoais, como CPF e emita sua GRU (Guida de Recolhimento da União).

A GRU funciona como um boleto, você pagará o valor, e o dinheiro será devolvido. É importante ressaltar que não é possível realizar devolução de partes do benefício, bem como, ao realizar a devolução, receber outras parcelas.

PUBLICIDADE

Escrito por Laila Deolinda

Redatora a dois anos, levando informações, entretenimento e notícias verídicas ao público, com muita dedicação e clareza.