in

Caso Backer: Morre mais uma vítima da cerveja Backer, homem de 66 anos estava internado há 500 dias, com diversas complicações pelo envenenamento

A cerveja Backer fez muitas vítimas devido à intoxicação causada pelo seu produto e José Osvaldo, de 66 anos, foi a nona vítima da marca. O homem morreu na quarta-feira (15) de madrugada, no Hospital Madre Tereza, no bairro Gutierrez, em Belo Horizonte.

PUBLICIDADE

José Osvaldo já estava há mais de 500 dias internado no hospital por causa do veneno que estava na cerveja belorizontina. Ele deixa a esposa e uma filha.

O homem tomou a cerveja ainda em 2019, no mês de fevereiro, quando apresentou vários sintomas e precisou ser internado. Ele esteve em estado gravíssimo, foi para a UTI e foi transferido de quarto em junho deste ano. Apesar de todo o tratamento intenso, ele teve várias paradas cardíacas, perdeu a visão, desenvolveu pneumonia nove vezes e teve paralisia no rosto e nas pernas.

PUBLICIDADE

Segundo os advogados da vítima, eles procuraram diversas vezes a cervejaria para ajudar no tratamento de José Osvaldo, mas a empresa nunca respondeu às solicitações do advogado. Neste ano, a família fez uma vaquinha online pedindo ajuda recentemente, no mês de junho, e recebeu auxílio de várias empresas, assim puderam custear os gastos no hospital.Segundo o Ministério Público de Minas Gerais, o inquérito já está em mais de 6 meses, a Polícia Civil já confirmou que 29 pessoas foram contaminadas com o veneno da cerveja, ocorrendo 9 mortes, e ainda há outros casos em análise.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais determinou a quebra do sigilo bancário da empresa, decretou a indenização e pagamentos dos tratamentos das vítimas. A cervejaria Backer foi procurada pelo jornalismo do site de notícias Estado de Minas, mas disse que não iria se pronunciar.

PUBLICIDADE

A Promotoria de Justiça Cível de Defesa do Consumidor fez o pedido para que todas as vítimas sejam indenizadas, assim como as família daqueles que perderam seus entes queridos. Ao todo, 9 pessoas já morreram devido ao veneno da cerveja Backer e dezenas de outras estão internadas em tratamento.

Boa parte dos danos são irreversíveis, como cegueiras, paralisias e muitos outros sintomas que não podem ser revertidos. Por isso a Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor exige que todos sejam indenizados pela Cervejaria Backer.

Via: msn.com

PUBLICIDADE

Escrito por Cláudia LM

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.