in , ,

Cientistas acreditam que o surto de coronavírus está longe de acabar nas Ámericas

Ao acompanhar a evolução da covid-19 em certos países do continente europeu, por exemplo, observa-se em seus gráficos que a pandemia está diminuindo os casos de contaminação em tais localidades. Ou seja,  o coronavírus está começando a ficar sob controle, o que tem dado brecha à abertura do comércio e das rotinas sociais de modo gradativo em algumas nações.

PUBLICIDADE

Mas, ao se olhar o gráfico da relação da infecção em países da América Latina, é possível perceber que ainda está acontecendo o aumento de casos e mortes. Em pesquisa realizada pelo Observatório Fluminense Covid-19, mais de dez países foram analisados no continente americano, mas alguns não estão nas análises, como Guatemala, Honduras e El Salvador, por exemplo.

Das nações americanas analisadas, unicamente Cuba e Uruguai estão na cor verde, o que significa dizer que estão com um menor número de casos por semana, reduzindo o contágio e “superando” a pandemia. Outros, como Equador, Paraguai e Chile, estão na cor amarela, representando que estão “quase” conseguindo vencer a doença.

PUBLICIDADE

Mas muitos – todos os outros países analisados da América Latina – estão na cor vermelha, o significa que precisam agir urgentemente para controlar o alto índice de contaminação da covid-19.Essa curva epidemiológica é analisada pelos cientistas e estudantes das instituições de pesquisa. Eles observam os dados de cada região e, de acordo com o formato dos gráficos, uma cor é associada ao grau de intensidade de contágio da doença.

Se estão conseguindo vencer a epidemia ou se estão perdendo para o vírus, esses casos tendem a aumentar a classificação por cores: verde, amarelo e vermelho, em ordem de contágio mais brando a emergencial .

PUBLICIDADE

Importante ressaltar que o gráfico não é da mesma forma em todos os países, mas eles têm um esquema parecido, por exemplo: quando a doença é superada e está sob controle, o gráfico se compõe de uma elevação, depois alcança um platô e decai.

Segundo o Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz, a América é o atual epicentro da pandemia da covid-19.

O mundo passa por 12 milhões de casos confirmados da doença, já possuindo 556 mil óbitos até última atualização no momento desta matéria.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Cláudia LM

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.