in

Cientistas mostram 6 tipos de covid-19 através de rastreador de sintomas

Um estudo divulgado na última sexta-feira, dia 17, mostrou que pesquisadores britânicos descobriram 6 tipos diferentes do novo coronavírus, o achado veio de uma análise minuciosa que rastreia os sintomas causados pela covid-19.

PUBLICIDADE

Estes foram os 6 tipos da covid-19 listados pelos cientistas britânicos:

  1. Sintomas gripais, sem febre — tosse, dor de cabeça, dor no peito, perda de olfato, dor nos músculos, sem febre;
  2. Sintomas gripais, com febre — tosse, dor de cabeça, dor na garganta, perda de olfato, rouquidão, perda do apetite, febre;
  3. Sintomas gastrointestinais — dor no peito, dor de cabeça, perda do apetite e do olfato, diarreia, dor na garganta, sem tosse;
  4. Tipo nível 01 – severo — tosse, dor no peito, dor de cabeça, fadiga, perda de olfato, rouquidão, febre;
  5. Tipo nível 02 – severo — tosse, dor no peito, dor de cabeça, fadiga, perda de apetite e do olfato, rouquidão, febre, dor de garganta, dor nos músculos, confusão mental;
  6. Tipo nível 03 – severo — tosse, dor no peito, dor de cabeça, fadiga, perda do apetite e do olfato, rouquidão, febre, dor na garganta, confusão mental, dor nos músculos, falta de ar, dor abdominal, diarreia.

Continua na próxima página

PUBLICIDADE

O que se espera com essa descoberta?

Então, os cientistas esperam que com essa descoberta, a equipe médica consiga perceber quais pacientes infectados com Covid-19 estão mais vulneráveis ao risco de precisarem de atendimento médico hospitalar ou de urgência em futuras ondas de infecção do vírus.

De acordo com a conclusão da médica que co-liderou os estudos e a pesquisa, Drª Claire Steves, se a equipe médica consegue identificar esses pacientes no 5º dia, após diagnostico de covid-19, certamente terá mais tempo para apoiar essas pessoas com intervenções precoces, como por exemplo, o monitoramento do nível de açúcar no sangue e de oxigênio.

PUBLICIDADE

Ainda de acordo com informações, a pesquisa ainda passará por outras etapas até ser considerada como comprovada cientificamente.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Millena Carvalho

Estudante de Letras, apaixonada pela vida e pela arte. Comprometida com a seriedade em repassar informações verídicas e que enriqueça o conhecimento de nossos leitores.