in

Com covid-19, líder indígena é internado em estado grave no Mato Grosso; situação nas aldeias é preocupante

O vírus da covid-19 também chegou nas aldeias e afeta ao povo indígena brasileiro. O novo coronavírus já foi responsável por quase 80 mil óbitos no país e representa uma ameça à saúde mundial.

PUBLICIDADE

Além de letal, a nova doença é também altamente contagiosa e já se espalhou por todos os estados do território nacional. O que preocupa a população agora é que, segundo o Ministério da Saúde, o vírus ainda não atingiu seu pico de infestação, fato que só aumenta o receio das autoridades competentes e dos brasileiros.

A 838 km de Cuiabá, o líder do Alto Xingu está lutando pela vida em estado grave na UTI, após testar positivo para a covid-19. De acordo com os órgãos oficiais que repassam os dados da doença, até o último sábado, dia 18 de julho, 5 índios morreram e 74 estão infectados com o coronavírus na região do Xingu.

PUBLICIDADE

Aos 71 anos de idade, o cacique Aritana Yawalapiti começou sentir os primeiros sintomas quando ainda estava em sua casa e foi atendido na aldeia. Entretanto, passado algum tempo, o homem foi levado às pressas para o hospital da cidade, após sua falta de ar ser agravada.

Aritana Yawalapiti lder do Alto Xingu em MT Foto Antnio Carlos BanavitaMuito querido e repeitado por seu povo e reconhecido por lutar bravamente em defesa da nação indígena, Aritana é líder do Alto Xingu desde a década de 80.

PUBLICIDADE

Como a população tem visto, o novo coronavírus é uma doença séria. Portanto, lembre-se sempre de cumprir as orientações da Organização Mundial da Saúde, fique em isolamento e só saia em caso de extrema necessidade, fazendo o uso da máscara de proteção.

PUBLICIDADE

Escrito por Millena Carvalho

Estudante de Letras, apaixonada pela vida e pela arte. Comprometida com a seriedade em repassar informações verídicas e que enriqueça o conhecimento de nossos leitores.