in

Direção de presídio feminino comemora projeto de ressocialização: detentas confeccionam conjuntos de moletom para crianças carentes

A Direção da Unidade Prisional Regional Feminina de Luziânia compartilhou detalhes de um projeto de capacitação profissional e reintegração social de detentas do presídio. O projeto opera em via de mão dupla com a comunidade.

PUBLICIDADE

O presídio, que fica em um município do estado de Goiás, atende apenas a mulheres e incorporou a costura como capacitação profissional. Ao todo, as detentas já confeccionaram 150 conjuntos de moletom e a meta são 400.

As peças de roupa serão distribuídas para crianças em situação de vulnerabilidade da região. Assim, a expectativa é que o projeto sirva tanto para oferecer uma profissão as detentas, quanto para atender a comunidade no período mais frio do ano.

PUBLICIDADE

O diretor-geral da unidade, coronel Agnaldo Augusto, falou sobre o projeto e explicou que a entrega vai acontecer de acordo com um cronograma que ainda será definido. A ideia partiu da diretora da unidade, Andrea Figueiredo.

Ao todo, são 10 detentas trabalhando na confecção das peças, que começou no último dia 11. O diretor-geral comenta que o projeto pode ser estendido para outras unidades prisionais, de acordo com os resultados que forem observados.

PUBLICIDADE

O projeto foi desenvolvido em parceria com a Pastoral da Criança e a Fazendinha JK e vai oferecer para as detentas envolvidas o benefício de remição da pena, conforme determinado pela Lei de Execução Penal.

Não foram divulgados detalhes dos critérios analisados para a seleção das detentas que participam do projeto.

PUBLICIDADE

Escrito por Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.