in , ,

Falta de seringas e risco de novo surto: os desafios com a chegada da vacina contra a Covid-19

A União Europeia fez um importante alerta recentemente e avisou que, apesar do otimismo em relação à chegada de uma vacina capaz de oferecer imunidade contra a Covid-19, existe o risco de faltar seringas e até mesmo lenços, além de alguns equipamentos de proteção.

PUBLICIDADE

Um documento divulgado pelo bloco avisou que descobrir o medicamento capaz de combater o novo coronavírus é só uma etapa neste enfrentamento a doença e que é preciso se preocupar com o que vem depois para conseguir fazer uma vacinação em massa.

Ainda de acordo com a União Europeia, os governos deveriam se unir para comprarem também vacinas contra a gripe, porque é importante reduzir a possibilidade de que haja um surto simultâneo da doença durante o outono.

PUBLICIDADE

Até hoje, nenhuma vacina contra o novo coronavírus foi aprovada, mas existe a expectativa de que, até o fim do ano, algumas empresas farmacêuticas consigam disponibilizar o medicamento que finalmente poderá combater a Covid-19.

A Rússia acredita que terá uma vacina dentro de algumas semanas e até já se reuniu com o governador do Paraná para uma possível parceria com o Brasil, para produção e distribuição de seu medicamento.

PUBLICIDADE

A preocupação da União Europeia é que uma vacina seja aprovada, as doses sejam produzidas e distribuídas, mas falte seringas e outros itens para a aplicação.

Representantes da Holanda e da Itália já demonstraram interesse em aquisições conjuntas, inclusive porque assim poderão conseguir preços melhores.

PUBLICIDADE

Escrito por Russel Morais

Aqui você encontra as últimas notícias sobre famosos, novelas, reality, televisão e muito mais. Tem sempre uma matéria nova para você conferir e ficar por dentro de tudo.