in ,

Jovem que trabalhava como lixeiro para pagar pelos estudos é aceito na Escola de Direito de Harvard

Rehan Staton é um exemplo de muita garra e determinação. O jovem venceu todos os obstáculos que surgiram em seu caminho e agora segue para a conclusão de um sonho. Depois de pensar em desistir dos estudos, ele foi aceito em uma das Universidades de maior prestígio do mundo.

PUBLICIDADE

Staton teve uma vida bem regular, com seu pai, mãe e irmão até os 8 anos de idade. Dali em diante, no entanto, tudo virou de cabeça para baixo. O jovem lembra que chegou a estudar em colégios privados e tinha uma experiência de “classe média”.

No entanto, aos 8 anos, seus pais se separaram e a mãe decidiu ir embora do país. Então, sozinho com o pai e irmão, Staton passou a viver de uma maneira que não conhecia. A família chegou a viver com incerteza do que teria para comer no dia seguinte.

PUBLICIDADE

O pai dos irmãos chegou a trabalhar em 3 empregos para manter as contas da casa em dia, mas precisou lidar com o afastamento de alguns membros da família. Dali em diante, o pai solteiro de duas crianças sabia que estava sozinho.

O rendimento escolar despencou na 7º série. Com a alimentação prejudicada e se dedicando a esportes, Staton foi abordado por um professor da escola que sugeriu que ele procurasse pelas aulas especiais da escola, uma espécie de “reforço” que é visto em muitas situações como demérito.O pai de Rehan então abriu os olhos e procurou ajuda. No centro comunitário conheceu um engenheiro que concordou em ser tutor de Rehan ao longo do ano letivo. As notas voltaram a subir, levando Rehan ao quadro de honra e fazendo com que o professor pedisse desculpas por sugerir as aulas especiais.

PUBLICIDADE

No último ano, com notas acadêmicas muito boas, ele acabou deixando para tentar vaga nas universidades muito tarde. O jovem apostava na carreira de atleta, mas sofreu uma lesão e a faculdade acabou sendo tratada como plano B.

Não deu certo e ele começou a trabalhar como coletor de lixo, ao lado do pai e do irmão. Na empresa, a maioria dos funcionários eram ex-presidiários e foram eles que advogaram em nome de Rehan ao filho do dono da empresa. Eles convenceram o rapaz de que Rehan tinha potencial.

O filho do dono da empresa acabou comprando a briga e levou Rehan ao Bowie State University, onde o jovem começou a estudar e atingiu o GPA 4.0, nota máxima que apontava a excelência de seus estudos. Depois de 2 anos, ele decidiu que queria fazer Direito.

Reggie, irmão de Rehan, acabou se comovendo com a história do irmão e ele mesmo abandonou os estudos no Bowie para trabalhar e apoiar financeiramente a família. Rehan concluiu os estudos e se transferiu para a Universidade de Maryland. Ele prestou o LSAT, um vestibular específico para o curso de Direito, e passou em 5 Universidades, sendo Harvard uma delas.

PUBLICIDADE

Escrito por Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.