in ,

Para levar conhecimento a alunos sem internet, professor pedala mais de 7 quilômetros e paga do próprio bolso

A pandemia do novo coronavírus impôs muitas mudanças na vida das pessoas. E, especialmente para os estudantes, essas diferenças significam potenciais dificuldades para se driblar. O principal recurso usado tem sido o conteúdo online.

PUBLICIDADE

No entanto, nem todo aluno tem acesso à internet e isso é uma grande preocupação não só para os pais, como também para os profissionais de educação que realmente estão comprometidos com o ensino.

Enquanto o Estado não proporciona soluções eficazes, alguns professores estão lidando com a situação de forma pessoal, para continuar oferecendo assistência aos alunos. Esse é o caso do professor Arthur Cabral, 29, que pedala mais de 7 quilômetros para levar o conteúdo a estudantes.

PUBLICIDADE

Arthur percebeu que um grupo de cerca de 20 alunos estava participando pouco das aulas online ou até mesmo chegavam a não participar. Ele descobriu que os estudantes tinham dificuldade para acessar a internet e decidiu agir.

Uma vez por semana, ele pega a bicicleta e sai de casa para entregar o conteúdo aos alunos. Mestre em biologia, ele esta há três anos na Escola Estadual Deputado Oscar Carneiro, interior do Recife.

PUBLICIDADE

Por semana, ele gasta cerca de R$ 100 para imprimir as apostilas que depois entrega aos alunos. No começo, ele arcava inteiramente com os custos, mas agora começou a receber ajuda. Arthur explica que acredita que a “educação tem que chegar em todo mundo” e que essa é também uma responsabilidade sua como professor.

PUBLICIDADE

Escrito por Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.