in

Substituto do Bolsa Família? Descubra o que se sabe até agora sobre o programa Renda Brasil e quais grupos devem ser beneficiados por ele

O programa Renda Brasil começou a ser alvo de muito interesse da mídia desde que foi anunciado pelo ministro da economia, Paulo Guedes. A princípio, o que se sabe, é que o programa vai substituir outros programas sociais considerados “ineficientes”.

PUBLICIDADE

Isso significa, em poucas palavras, que o governo tem interesse em unificar diversas pastas de auxílio social em um único programa. O Renda Brasil tem sido colocado como “novo Bolsa Família” justamente por isso, mas os pontos são um pouco diferentes.

Guedes explicou que o grupo alvo do Renda Brasil é exatamente o público já assistido pelo Bolsa Família, com adição de uma parcela de brasileiros que recebe o auxílio emergencial hoje, mas não se enquadra nos critérios do Bolsa Família.

PUBLICIDADE

Pessoas desempregadas e informais de baixa renda que precisam de auxílio do governo, mas não recebiam o dinheiro pelo Bolsa Família. O programa ainda não tem data para ser lançado, mas espera-se que seja colocado em prática só no fim do ano.Atualmente, especula-se que o valor a ser pago para as famílias seja de R$300. No entanto, é importante ressaltar que esse valor é apenas especulado e nada oficial ainda foi divulgado nesse sentido. Tudo pode mudar até ser oficialmente divulgado.

O governo estuda unificar alguns programas para criar o Renda Brasil, que seria também uma marca para Jair Bolsonaro e seu governo. Bolsa Família, Salário-Família, Seguro-Defeso e Abono Salarial são os 4 programas que deverão ser extintos para a criação do Renda Brasil.

PUBLICIDADE

O QUE É CERTO ATÉ AQUI?

Algumas coisas podem ser afirmadas com certeza sobre o programa: sabe-se que a equipe econômica do governo vem trabalhando para elaborar o projeto, mas esse projeto ainda será apresentado na íntegra a Jair Bolsonaro, que vai determinar se envia ou não para o Congresso.

Antes de ser definitivamente aplicado, o projeto segue para aprovação do Congresso e Câmara. Apenas depois de aprovado nas duas Casas é que volta para sanção do presidente. Então o caminho ainda é longo e provavelmente, se for colocado em prática, os brasileiros deverão ter acesso ao Renda Brasil apenas no começo de 2021 ou fim de 2020.

PUBLICIDADE

Escrito por Roberta R

Notícias diárias, cobrindo que acontece de mais interessante no Brasil e no mundo. Notícias curiosas, interessantes e cobertura dos famosos.